Desvendando o Melanoma: Pintas Pré-existentes e seus Riscos

 Muitas vezes, a ideia de que o melanoma pode surgir de pintas já existentes é desconhecida para muitas pessoas. Vamos explorar essa questão crucial para garantir que você esteja totalmente informado sobre a saúde da sua pele.

O melanoma, um tipo de câncer de pele mais agressivo, pode, de fato, se desenvolver a partir de pintas pré-existentes. Essas lesões pigmentadas que há anos fazem parte da sua pele podem, em alguns casos, se tornar um ponto de origem para o melanoma.

Sinais de Alerta:

  1. Mudanças na Cor e Forma: Se uma pinta já existente começar a mostrar variações na cor, especialmente tons escuros, ou se sofrer alterações na forma, é fundamental procurar a avaliação de um dermatologista.

  2. Coceira ou Sensibilidade: Pintas que se tornam repentinamente sensíveis, dolorosas ou causam coceira persistente podem indicar uma transformação maligna.

  3. Crescimento Inesperado: Um aumento rápido no tamanho da pinta, especialmente se acompanhado por irregularidades nas bordas, é um sinal de alerta.

Importância da Monitorização:

A monitorização regular de suas pintas é essencial. O autoexame, aliado a exames dermatológicos periódicos, é a linha de defesa mais eficaz contra o melanoma que pode surgir de pintas já existentes.

Agende sua Consulta Dermatológica:

Prevenir o melanoma começa com o conhecimento e a ação proativa. Agende uma consulta dermatológica no Instituto Plena Saúde para uma avaliação completa de suas pintas e para discutir estratégias personalizadas de monitorização e prevenção.